Élisée Reclus na Bahia

 

Jean-Jacques Élisée Reclus (1830-1905) foi um renomado geógrafo francês, simpatizante do anarquismo. Recebeu uma medalha de ouro da Société de Géographie, de Paris, por seus trabalhos.

Entre suas obras, está a Nouvelle Géographie Universelle, la terre et les hommes, cujo volume 19 foi dedicado à América do Sul. O Brasil é abordado no Capítulo II (États-Unis du Brésil). Seu trabalho sobre o Brasil é rico em dados, mapas e ilustrações, especialmente sobre a Amazônia, os indígenas e as principais cidades. Seu texto inclui referências ao ano de 1893, quando Reclus esteve no Brasil (download, 57 MB).

Uma versão, em inglês (download, 62 MB), foi lançada no ano seguinte, mas com várias diferenças da versão original, em francês. Uma versão, em português, da parte do Brasil, foi lançada em 1900, com o título: Estados Unidos do Brasil: Geographia, Ethnographia, Estatistica.

A primeira ilustração sobre o Brasil é uma vista da Cidade do Salvador, tomada do Elevador Lacerda. Aborda também aspectos de outras cidades da Bahia, como Cachoeira, Nazaré, Juazeiro, Caravelas (com mapa), Lençóis, Valença (qui fabrique des tissus de coton dits les meilleurs du Brésil), Canavieiras e Ilhéus.

Reclus nota que, em 1585, de acordo com o Padre Anchieta, cerca de metade da população branca do Brasil, de cerca 25 mil habitantes, residia na Bahia.

Reclus observa que Bahia e Minas Gerais são os estados mais populosos, sendo Salvador, uma das duas maiores cidades, depois do Rio de Janeiro. Ele nota que que a Cidade Alta e a Cidade Baixa são separadas por uma zona de vegetação, com graciosas e altas palmeiras, e frondosas mangueiras, que contrastam com as torres e domos dos edifícios. À noite, distingue-se duas linhas paralelas de luz, por cerca de três a quatro milhas, indicando as partes alta e baixa da Cidade. Distingue-se também o Elevador Lacerda e dois planos inclinados. O Passeio Público separa a cidade, propriamente dita, do elegante subúrbio da Vitória.

Também nota que os baianos distinguem-se, entre os brasileiros, por seu garbo, eloquência e sempre têm uma participação considerável no governo do País (Les Bahianais se distinguent parmi les Brésiliens par leur prestance, leur beau langage, et ils ont toujours eu dans le gouvernement de la nation une part considérable).

Mais pesquisadores estrangeiros no Brasil: William Dampier, Charles Darwin e William Auchincloss.

 

Vista parcial do Porto de Salvador, em ilustração publicada na Nouvelle Géographie Universelle.

 

Capa da versão, em português, da Nouvelle Géographie Universelle, com apenas a parte do Brasil, publicada em 1900. Download: parte um (37 MB) e parte dois (36 MB).

Mapa politico

 

Élisée Reclus (1830-1905).

 

◄ História de Salvador

 

Salvador Bahia

 

Seculo 19

 

Autor

 

Copyright © Guia Geográfico - Bahia no Século XIX, Brasil.

 

Brazil

 

 

 

História Cidade Salvador

 

 

 

Élisée Reclus na Bahia